A chuva, o tecido e a saudade

1 maio

121750_Papel-de-Parede-Chuva-na-Janela_1920x1080
“A chuva, que cai e molha o chão, as paredes, os olhos, a boca, a face, o corpo, o coração, banho de chuva, chuvisco, sereno que traz a saudade, goteiras de ligação do teto com o piso de azulejos azuis, as vezes biqueira dos olhos que lava com água salgada a alma levemente amargurada, o pano do lençol que embrulha sozinho na colcha da cama ou na poupa dela, que balança nas águas como um barquinho perdido no mar, do tecido da camisa que quando abraça deixa cheiro e conforto no abraço quando dado, o lenço que seca as águas dos olhos que por mais que poucas já encharcam sua miúdes, as águas, os tecidos, a saudade e a complexidade mesmo que poética dos sentimentos de aceitação”.

(emanuelburaga)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: